Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

loading...

Dongguan, A cidade do pecado e do Sexo

Localizada na província de Guangdong, uma das mais populosas da China, a cidade de Dongguan, possui cerca de 8 milhões de habitantes. Contudo, o que mais chama atenção nessa metrópole não é a grande concentração de pessoas ou a grande quantidade de multinacionais instaladas lá, mas sim a estranhadisparidade de gênero. Em Dongguan, há 100 mulheres para cada 89 homens – um fenômeno incomum na China, que, muito por conta da política do filho único, possui 118,06 homens para cada 100 mulheres, uma enorme desproporção quando comparada à média mundial de 101,8 homens para cada 100 mulheres, segundo levantamento feito pela ONU.

Tal disparidade é creditada aos empresários da região que, no geral, acreditam que as mulheres são mais confiáveis que os homens. Por conta disso, além da cidade atrair muitas mulheres, o sexo feminino tende a levar vantagem sobre os homens no mercado de trabalho. Tanto que, “para os homens de Dongguan, é mais fácil arrumar uma namorada do que um emprego”, segundo reportagem doNews.com.au. Nessa mesma matéria, foi citado que, em Dongguan, ou “Cidade do Pecado” como também é muito conhecida, não é tão difícil encontrar homens que tenham até três namoradas.

Em entrevista ao diário britânico Daily Mail, um homem chamado Xiao Lin com, segundo a reportagem, três namoradas, afirmou: “mulheres jovens e bonitas estão por todo lugar. É simples e fácil conquistá-las, então por que não ter várias?”. Segundo Xiao Lin, enquanto jovens, a prática de ter várias namoradas, como a de compartilhar o mesmo homem com outras mulheres é bastante aceitável na região. “Quando chega a idade certa, todas as mulheres se casam e continuam sendo mulheres decentes”, explica Xiao Lin.

Medo da solidão?

De acordo com a declaração do grupo de Direitos da Mulher de Guangdong para o jornal britânico Mirror, “as mulheres de Dongguan acreditam que compartilhar um homem com outras mulheres é melhor do que ficar sozinha”.

Capital do Sexo
Entretanto, não é só a grande oferta de mulheres que dá a Dongguan o título de “Cidade do Pecado”. Muito desse apelido é resultado de outro, o de “Capital do Sexo”, forma como Dongguan foi chamada por muito tempo, por conta de nela ter existido (e ainda ter, em menores proporções) uma fortíssima indústria do sexo – em 2013 a cidade chegou a ter 10% de sua população engajada nesse setor.

Impulsionados pelos programas sexuais, karaokês, clubes noturnos e salas de massagens se multiplicavam em Dongguan. Porém, em 2014, o governo chinês organizou uma forte ofensiva contra a prostituição. Dongguan, por sua vez, sentiu as represálias e muitos dos estabelecimentos ligados à prostituição foram fechados e milhares de pessoas envolvidas no negócio foram presas na Cidade do Pecado.

Contudo, apesar do mercado do sexo ter sido enfraquecido nos últimos anos em Dongguan, basta dar uma "google" por “Dongguan Girls” para se deparar com uma quantidade imensa belas mulheres que, por alguns trocados, estariam dispostas a fazer algumas “massagens” e sabe-se lá o que mais. Seria este o cenário ideal para a quarta versão de “Se Beber Não Case”?

0 comentários :

Postar um comentário