Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

loading...

5 teorias que você não conhecia sobre 5 desenhos animados

REPRODUÇÃO

A magia dos desenhos acompanha nosso crescimento, mas de forma diferente: quando criança, se imagina naquele cenário onde tudo é possível. Quando se fica mais velho, porém, é fácil se deparar com teorias que podem legitimar ou confrontar com tudo aquilo que se imaginava. É para isso que servem as teorias sobre os nossos desenhos favoritos. Muitas delas são passadas de gerações em gerações – mas nem todas são tão conhecidas.


Conheça 5 teorias de desenhos animados que você provavelmente não


#1 “Vila Sésamo”
Há teorias que dizem que os Muppets integram uma realidade baseada no Mito da Caverna, do filósofo Platão. Segundo ele, a sabedoria completa é algo que os seres humanos nunca terão, por isso ela é medida a partir de nossa posição da caverna: quanto mais próximos estamos do sol, significa que mais conhecimento temos. O indivíduo só pode ver a luz do sol a partir dos reflexos na caverna. As pessoas ‘mais iluminadas’ servem como reflexo para as que estão mais afastadas – estar atenta a elas pode ser o caminho para aproximar-se delas. De acordo com um fã, “Vila Sésamo” representa essa projeção de sociedade perfeita. “Os produtores nos dão quando jovens, através da televisão, criadores esclarecidos para que possamos adaptar e absorver sua mensagem positiva”, diz um usuário do Reddit.

#2 “Os Smurfs”
Para dar cabo às suas ambições, o vilão Gargamel precisa de, pelo menos, 6 ‘Smurfs’. Mas há uma teoria que alega o seguinte: que os bichinhos são alucinógenos. Afinal, moram em casas feitas de cogumelos escavados, que eles próprios comem. A psilocibina é o componente do cogumelo que contém alucinógeno – e é em busca dessa substância que Gargamel estaria esse tempo todo. Para ficar doidão, talvez.
Há muitas teorias sobre o universo de “Bob Esponja”, e uma das mais aceitas é a de que cada personagem representaria um pecado capital: Bob Esponja é a luxúria, Patrick é a gula, Lula Molusco a ira, Sandy seria o orgulho, Siri Cascudo a avareza, Plâncton a inveja e, por fim, Gary seria a preguiça.

#4 “George, o Curioso”
No desenho, o macaco sempre aparece envolvido com alguma encrenca, mas sempre salva um dia. Há uma teoria que diz que George seria Deus. “Primeiramente, todas as coisas próximas a ele florescem”, diz o usuário do Reddit moxie79, a favor dessa teoria. “A poluição e o impacto ambiental humano são sempre reduzidos, quando não eliminados”.

#5 “Pato Donald”
Há uma razão para que Pato Donald permaneça sempre estressado: ele sofre de desordem de estresse pós-traumático, segundo uma publicação do The Journal of Cartoon Overanalyzations. Ele teria ficado conturbado após lutar contra os japoneses na II Guerra Mundial. A teoria ganha força quando se descobre que o personagem, que foi criado em 1934, ficou pior com o pós-guerra. Os dois quadrinhos abaixo mostram como ele reage diferente diante de uma mesma situação.
Em 1938:


Em 1945:
Via Batanga

0 comentários :

Postar um comentário