Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

loading...

A vida de quem tem carro rebaixado é muito suave, Veja!

Venhamos e convenhamos que, quando o assunto é carro rebaixado, as mulheres pouco entendem e os homens adoram falar sobre. Parece que quanto mais colado no asfalto, mais eles se sentem felizes e realizados. Não é possível medir até onde isso seja bom – na verdade, tudo depende do seu ponto de vista e também de uma virtude extremamente importante, que os donos dos carros rebaixados obrigatoriamente devem ter: paciência. Porque, sem ela, é impraticável dirigir um carro assim. Isso porque, além dos diversos estresses cotidianos que ele traz, seu proprietário certamente terá que contar com a ajuda de outras pessoas pela vida, para que o salve das “emboscadas” que o carro trará. 

Esse vídeo, por exemplo, é um típico caso que a maioria das pessoas que têm carro rebaixado passam ou já passaram: o carro é mega-rebaixado, quase colado no chão, e é bem perceptível que o motorista não fez as “manobras radicais” necessárias com o carro para que ele passasse no quebra molas sem “atolar”, literalmente. E então, com a ajuda dos cidadãos de bom coração que se solidarizaram com aquela cena, o motorista teve alguns minutos de peleja para tirar seu automóvel dali. Os rapazes que ajudaram tiveram muita boa vontade, o auxiliaram o tempo todo, colocaram uma espécie de pau sob o pneu para que o carro se levantasse um pouco e conseguisse passar do quebra molas. Finalmente o motorista conseguiu dar ré e depois acelerou, e por fim atravessou o quebra molas, que por pouco realmente não faz jus ao nome e quebra todas as molas do carro. É certo que, pra ter um carro assim, precisa-se de muito amor mesmo, pois, caso contrário, o estresse e o cansaço não compensa. Esse rapaz deu sorte que a rua não estava movimentada, mas imagina só se fosse numa avenida movimentada de São Paulo? É muito bom adaptar nossas coisas do nosso jeito, mas é bom pensarmos que tudo tem um limite também. Esse rapaz certamente tomou um grande trauma de quebra-molas depois disso! 

Confira o vídeo!

0 comentários :

Postar um comentário