Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

loading...

Caso de racismo no Facebook é investigado pela polícia de Minas Gerais

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga um caso de racismo pela internet sofrido por uma jovem negra de 20 anos, moradora do município de Muriaé, em Minas Gerais. Na semana passada, ela postou em seu perfil no Facebook uma foto em que aparecia abraçada com o namorado, que é branco e tem 18 anos. Logo após a imagem ir ao ar, a jovem começou a receber comentários preconceituosos, como um em que dizia que ela havia “roubado um branco para fazer a foto”. Outro dirigia-se ao namorado, perguntando: “Onde comprou essa escrava?”.

A jovem registrou ocorrência na 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) nesta terça-feira. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, já foi instaurado um inquérito para apurar o caso. O objetivo é tentar identificar as pessoas que fizeram os comentários racistas. A investigação será repassada à 31ª DP, que fica no bairro da Gávea, área onde aconteceu o caso. A Delegacia de Crimes Cibernéticos já foi acionada para dar apoio à investigação.

O perfil da jovem foi tirado do ar, mas a foto já foi compartilhada por outros perfis. Num deles, chamado “Pretinho do Poder”, o post com o caso foi acompanhado da frase: “Que ridículo esses comentários. Cadê a justiça nesse #Brasil? Bando de Racistas”. Quase 150 mil pessoas curtiram a postagem, que já foi compartilhada mais de 19 mil vezes. A maioria dos comentários condena o preconceito sofrido pela jovem. “Eu passei por isso a minha vida toda desde a primeira namorada! Sou alvo de constantes piadas e apelidinhos do tipo: capitão do mato, rei da senzala, caçador de macacas... Eu simplesmente ignoro e tenho pena dessas pessoas de mente pequena”, diz um deles.

Via Extra

0 comentários :

Postar um comentário