Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

loading...

O maior prato do mundo - Camelo inteiro recheado com carneiros, frangos e peixes

Algumas pessoas acreditam que ele seja apenas um mito, mas o Livro Guinness dos Recordes tem o camelo inteiro recheado listado como o maior alimento único em qualquer menu, e há mesmo algumas fotos de beduínos banqueteando-se com ele rondando na internet

O nome oficial deste prato tradicional beduíno é desconhecido, mas a maioria das pessoas se referem a ele como "Camelo Turducken". De acordo com a maioria das fontes é por vezes preparado em festas de casamento e festas especiais em países árabes como a Arábia Saudita.

Basicamente, eles pegam um camelo, tiram as vísceras e enchem com algumas ovelhas ou cordeiros, que são por sua vez, recheados com cerca de 20 galinhas cheias de peixes. Esta bomba atômica de calorias tem que ser fervida em seguida, cozida sobre um poço de carvão queimando até que a carne do camelo fique marrom e crocante.

Eu não posso imaginar o tamanho do vasilhame que pode conter um camelo inteiro, mas, aparentemente, todo o processo de cozimento leva cerca de 24 horas. O camelo é servido em uma bandeja de prata e os convidados do casamento o atacam com facas ou as próprias mãos, deixando apenas os ossos limpos.
Segundo o site Snopes, uma receita para o camelo na verdade aparece em um livro de receitas chamado Cozinha Internacional, onde é listado como um prato da Arábia Saudita. Tem todos os ingredientes necessários e as instruções para cozinhar, se você está procurando um prato que sirva entre 80 e 100 pessoas.
O site também faz referência a Sven Krause, chefe executivo de um restaurante de alta classe, que realmente cozinhou um camelo Turducken para o banquete do casamento de um sheik, enquanto trabalhava na Arábia Saudita. Ele descreveu o processo em detalhes, até a forma como os convidados do casamento atacaram a carne e comeram a coisa toda.

Você provavelmente achava que o peru que sua mãe fazia era muito grande, não é?
Fonte: Diário Insano

0 comentários :

Postar um comentário